Sábado, 23 de Outubro de 2004

mudanças são sempre aborrecidas...

 


me.jpg


Pois é... o tempo deste blog é finito...


Mas a saga não termina aqui... Para continuarem a seguir as mixórdias deste vosso muito pouco talvez quem sabe qualquer coisa, amigo (?), têm que clicar neste link:


http://viladoconde2.blogs.sapo.pt


http://viladoconde1.blogs.sapo.pt


... ou então alterar o endereço no vosso template...


 

publicado por siX às 12:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 21 de Outubro de 2004

la lute...

 


As lutas estudantis sempre me pareceram correctas. As suas reivindicações foram e são ainda das mais pragmáticas, e baseiam-se quase sempre na melhoria de instalações, melhores condições de estudo, aumentos desmesurados das propinas, alheamento dos reitores aos interesses da classe estudantil...


As fotografias aqui colocadas mostram épocas diferentes. A primeira já tem à volta de 30 anos, e a segunda foi sacada ao jornal O Público, e retrata a situação mais recente, de um estudante a ser preso pelas forças policiais.


A situação é idêntica, os ideais são os mesmos, o estatuto é que alterou, senão vejam...


 


estudant.jpg                                                                  estud.jpg


Aqui eram Heróis                                                                             Agora são arruaceiros


Aqui eram Estudantes                                                                      Agora são cábulas


Aqui reivindicavam                                                                          Agora são uns chatos


 


É preciso continuar?...


É de todo incompreensível, ao fim de 30 anos de amadurecimento democrata, que os estudantes de hoje sejam assim tratados à bastonada, rebaixados à classe de arruaceiros...


 

publicado por siX às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

cais

 


V_C2.jpg


Fotog. by Repórter xiS


 


Saudosos tempos de outrora !


- Ai tudo morre, por fim.


O nosso povo de agora


Fez a saudade ir embora,


Não teve pena de mim !...


 


Ventura do Paço


 

publicado por siX às 10:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Outubro de 2004

x-libris vileiro - Socorros a Naufragos

 


Este é o edifício dos Socorros a Naufragos, situado junto à Capela de Nossa Senhora da Guia, construído para albergar meia dúzia de homens valorosos que não hesitavam em se fazer ao mar em embarcações a remo para, à força de pulso, procurar salvar aqueles que, mercê das intempéries que sempre se fizeram sentir na minha aldeia, eram desafortunadamente atirados contra as rochas...


Sempre me senti fascinado por este edifício... Não só pela história de coragem e integridade dos homens anónimos que por aqui passaram ao longo dos anos, mas também pela sua arquitectura e localização... Gosto de o ver recortado na paisagem, tendo o mar como fundo... Gosto do aspecto rude da casa, da força que dela emana, sobrevivente às vicissitudes do tempo agreste...


Sim, agreste é a palavra que melhor encontro para a definir...


sn2.jpg


No entanto, tudo tem o seu tempo, e esta casa atingiu o seu limite, caso não seja salvaguardada a sua existência, até pela história que contém.


Hoje em dia, o "Socorros a Naúfragos" encontra-se na posição inversa, de náufrago a necessitar de socorro...


sn1.jpg


As janelas encontram-se permanentemente abertas, certamente para recolher a neblina proveniente do mar, a ver se apodrece mais depressa, a pedir para que a afundem de vez e não a deixem a agonizar eternamente, porque não o merece...


Por esta razão, faz parte dos meus «x-libris» vileiros...


 


Fotog. by Repórter xiS


 

publicado por siX às 13:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

polis VC-QD

 


logo_polis.jpeg


Como é que vai ser agora? Ninguém avança com nada, uma ideia, um sorriso, uma treta? Como é que é?!...


Essa agora!


Do Programa Polis... P-O-L-I-S... POOOOOOOOOLLLLLLLLIIIIIIIISSSSSSSSSSSS...


Já sabem do que se trata, não?!... O tal programa que o José Luis Arnaut deu como findo... em liguagem cyborg, «terminate»!


O ministro das Cidades afirma que faltam verbas (à volta de uns 127 milhõezitos de euros), e que são precisas outro tipo de acções na requalificação das cidades que não esta, mais do tipo "inteligente", que não passem pela monótona "dá-me dinheiro".


Mas Arnaut sossega as Autarquias ao explicar que as acções em curso serão terminadas, em linguagem cyborg, «terminated». O que o nosso ministro não diz é como ou até quando pois, pelo que ouvi da sua pessoa na TSF, as verbas serão futuramente distribuídas à medida que forem sendo disponibilizadas, o que é vago... muito vago, a meu ver.


Neste campo, Vila do Conde (e não só) fica num impasse, a não ser que a Câmara possua já nos seus cofres a totalidade das verbas destinadas à sua finalização... A não ser assim, o que poderá acontecer? Pedirá a Câmara a varinha mágica da boa vontade política para a disponibilização de verbas ao colega deputado do PS, a mesma que Arnaut pediu quando interpelado pelo mesmo, deixando-o de cara à banda? Ou recorrerá aos bancos para libertar as verbas em falta?


Quanto à primeira, já ninguém acredita em contos de fadas, infelizmente... Quanto à segunda hipótese, até pode ser mas duvido. Vila do Conde arriscava-se a ultrapassar Lisboa nesta matéria e tornar-se assim num verdadeiro escândalo nacional.


A Câmara também pode suspender as obras e retomá-las à medida que for recebendo o dinheiro necessário para as concluir. Mas isso coloca um outro problema à instituição e principalmente ao seu Presidente, que vê na conclusão das obras o seu principal trunfo político que o conduza a uma hipotética reeleição... E como explicar ao amigo (?) Eusébio a não conclusão das obras nas Caxinas? É que o amigo (?) Eusébio não chega a todas e não convém aborrecer os seus habitantes, não vão eles alterar o seu sentido de voto.


Bom, eu estou convencido que, pelo menos, as Caxinas sairão de cara lavada... Quanto ao resto, não faço a mínima ideia porque navego no campo das hipóteses. Mas se as coisas se complicarem, aqui fica o recadito: apostem novamente nas corridas de automóveis para o próximo ano, caso o Polis ali não chegue. O pessoal gosta de circo, de se divertir, e as eleições são isso mesmo: um grande circo, em que os palhaços somos nós, o eterno mexilhão. Juntem o útil ao agradável... Arrecadam uns dinheiritos e, quem sabe, uns votitos a mais para a vossa campanha...


Ora digam lá, estou a ser amigo ou não?


 

publicado por siX às 12:04
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 19 de Outubro de 2004

x-libris vileiro - Grande Hotel

 


Este é o Hotel de Vila do Conde, acessível a todas as bolsas...


 hotel1.jpg


Neste momento está fechado para futuras obras, como se pode ver pelo cartaz com teias de aranha. No entanto, podem-se fazer visitas guiadas, e nem sequer são necessárias marcações...


Por aquilo que me lembro do seu interior, sei que do lado esquerdo de quem entra, dá de caras com o bar do hotel... este bar tem ou tinha uma particularidade que nunca esqueci: o balcão em forma de barco... excepcional...


Através do bar, chegava-se ao restaurante, que pode ser observado através da única janela aberta, de acordo com a fotografia inicial...


hotel2.jpg 


Uma curiosidade deste hotel, é a sua frequência... Por muito que coloquem tábuas para  impedir os apaixonados por hoteis antigos de lá dormitar, estes conseguem sempre entrar...


Ah, dizem que no verão é muito agradável por ser bastante arejado...


 


Fotog. by Repórter xiS


 

publicado por siX às 13:28
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

luto...

 


Mais uma vez, a tragédia abateu-se sobre os pescadores vilacondenses...


O mar, por tantos poetas evocado pela sua beleza e mistério, também pode ser o mais terrível dos inimigos. Todos os pescadores o sabem e, por essa mesma razão, por eles é respeitado, por eles é amado em silêncio...


Por essa mesma razão, de vez em quando somos todos confrontados com esta realidade: morreu mais um pescador... e Vila do Conde sofre e chora por mais um dos seus filhos ter desaparecido sob as águas que o viu crescer, aprendeu a nadar... e a pescar...


Chora-se hoje, porque amanhã já é dia de faina...


 

publicado por siX às 12:07
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2004

x-libris vileiro - Cine Neiva

 


ctn2.jpg


Esta é a fachada principal do nosso cinema em Vila do Conde... Como podem ver, o símbolo é fantástico e sinceramente, não percebo como é que ainda não caiu...


cn4.jpg


 Coisas da construção do antigamente....


ctn1.jpg


Quem quiser assistir a um filme do tipo «Sexta-feira 13» ou «O Fantasma do Paraíso», não podia escolher melhor sala de espectáculos. O "galinheiro" deve estar cheio de teias de aranha e se encher pode ser que caia, pelo que a adrenalina de estar lá em cima é fantástica... Tem ar condicionado natural e um som sorround de cortar a respiração...


É um dos «x-libris» de Vila do Conde...


 


Fotog. by Repórter xiS


 

publicado por siX às 23:55
link do post | comentar | favorito

vira livre

 


rend.jpg


Fotog. by Repórter xiS


 


A alma da rendilheira


É que tece n'almofada ;


Mas às vezes, de canseira,


Morre nela debruçada !


 


Ventura do Paço


(To Edu, lost in a supermarket...)


 

publicado por siX às 23:50
link do post | comentar | favorito

nós de metro... e o Porto aqui tão perto...

 


metro-tunnel.jpg


É sabido que a elaboração de auto-estradas e outras vias são projectadas no papel, sendo ignoradas as implicações com a sua construção, e algumas até caricatas. Lembro de ter visto um programa ( daqueles que dão tarde e a más horas e passam, portanto, despercebidos ), onde algumas situações, a roçar a hilariedade, aconteceram: vias a cortarem casas, quintas com jardins considerados de importante beleza e até histórica, cortados ao meio, monumentos com viadutos por cima...


E isto porquê? Soube através do Diário de Notícias, que a população da freguesia de Árvore exige a alteração do percurso e o afundamento da linha do metro que vai atravessar a estrada nacional 104, que liga esta localidade à Trofa. Segundo o Presidente da freguesia, a frequência de passagem das carruagens ( de 15 em 15 minutos ), vai provocar congestionamentos de tráfego contínuos.


Mais, o estudo eleborado sem a previsão das consequências, como convém neste país, vai pôr em causa propiedades e habitações de gentes com parcos recursos económicos, o que parece não incomodar minimamente a Empresa Metro do Porto...


O nosso Presidente da Câmara reconhece a existência destes problemas, mas como sempre dá uma fugida para a frente e consegue ver uma luz onde os interessados nesta história apenas vislumbram um beco sem saída. De acordo com as suas palavras, todo este descontentamento e os previsíveis engarrafamentos poderá ser uma forma de pressão para a construção da variante à EN104, uma promessa com mais de uma década.


Eu, cá por mim, fico à espera para ver... daqui a uma outra década, se ainda por cá andar...


 

publicado por siX às 13:23
link do post | comentar | favorito
    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds