Sexta-feira, 17 de Setembro de 2004

o ar que respirámos é...

 


-herbertbrandl-klein.jpg


Fui surpreendido em plena estrada com a notícia de que Vila do Conde é a 2ª localidade do país, a seguir a Lisboa, que apresenta maior concentração de poluentes no ar, causadores de problemas respiratórios e morte prematura...


Parece mentira, mas é verdade... as medições efectuadas assim o provam, assim como também está provado que o nosso rio é também um dos mais poluídos da Europa...


É uma sensação esquisita...


Bom, o que certamente muita gente não sabe é que a Comissão Europeia processou Portugal em Julho último pela ausência de planos de redução da contaminação do ar, em especial em zonas de Lisboa e Porto (Vila do Conde, soube-se agora). De acordo com o executivo europeu, Portugal, entre outros países (felizmente ou infelizmente não estamos sós), deveriam ter apresentado, até final de Dezembro de 2003, os seus planos para reduzir nas cidades as emissões de dióxido e óxido de nitrogénio ( produzido pela combustão de combustíveis fósseis utilizados pelos automóveis ) e partículas ( produzidas pela combustão de gasolina e gasóleo em centrais eléctricas e pequenas caldeiras), dois contaminantes atmosféricos prejudiciais para a saúde humana.


Ora Portugal, cujas antenas andaram apontadas em outras direcções que não o ambiente, fez ouvidos moucos e não apresentou o plano de redução da contaminação para estas duas zonas consideradas sensíveis, e cujas medidas passariam pela restrição da circulação de veículos e a mudança de instalações contaminantes, como as centrais eléctricas e caldeiras.


Só para terem a noção do perigo que representa para a saúde pública a alta concentração no ar destes poluentes, a OMS - Organização Mundial de Saúde, que é uma organização bastante credível até, elaborou e apresentou um estudo recente cujas conclusões nos dizem que a exposição exterior de partículas pode provocar até 13 mil mortes por ano em crianças até aos 4 anos nos 52 países da organização, incluindo Portugal, sendo possível salvar cinco mil vidas se os valores dos contaminantes forem reduzidos para o limite imposto pela UE para 2005.


A directiva comunitária establece vários valores limite para os poluentes em causa, prevendo metas para 2005 no caso das partículas e 2010 para o dióxido de nitrogénio. Até essas datas, os Estados-membros têm que cumprir os limites em vigor e informar anualmente os serviços da Comissão sobre as zonas e aglomerados populacionais que os ultrapassaram.


Portugal tem agora dois meses para corrigir a situação, findo os quais Bruxelas avançará para a segunda fase do processo de infracção ( perecer fundamentado ).


Este não é sequer um assunto para sorrir... É sim para ser levado em conta, de tal forma preocupante o cenário se apresenta, e ainda por cima nesta aldeia que é a minha casa...


Atribuir responsabilidades parece-me prematuro... Importam são as soluções e medidas a tomar dentro deste contexto... Quero acreditar que os responsáveis pela organização camarária se irão debruçar sobre este problema, que nos afecta a todos sem excepção.


 


 

publicado por siX às 20:59
link do post | comentar | favorito
    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds