Quinta-feira, 16 de Setembro de 2004

cegueira...

 


themis1.gif


Por falta de tempo, não tenho lido os jornais diários... de vez em quando dou uma perninha à net, onde rápidamente dou uma vista de olhos aos títulos e abro aqueles que me parecem mais interessantes. Mas é como eu digo: tudo feito muito à pressa...


Hoje, ao final do dia, finalmente pude descansar numa esplanada e dar uma vista de olhos ao jornal... de ontem. Antes não o tivesse feito. Estou farto de tragédias, mortes insanas, bombistas tresloucados, de políticos putrefactos...


Desculpem o desabafo...


Bom, ao chegar à pagina «Destaque», deparo com várias notícias relacionadas com a Justiça. Numa das parangonas lia-se "Processo da Casa Pia ainda sem um juiz certo", onde deparo com incertezas por todo o lado, ou seja, há uma Juíza que é titular do processo, mas não se sabe se vai presidir ao julgamento porque preside a um outro que a impede de estar no primeiro e para o qual não se sabe quem vai ser destacado porque depende de a Senhora estar livre ou não. Para além disso, coisa pouca, um dos juízes resolveu que aturar esta merda dá mais dores de cabeça que ensinar, pelo que o lugar colocado à disposição foi ocupado por duas juízas auxiliares, em que o processo de mais de cem volumes e não sei quantas cassetes será entregue a uma delas... A juntar a tudo isto há ainda o recurso do MP relativo à não pronúncia do (argh) Paulo Pedroso que, caso se sente no banco dos réus com o julgamento já em curso obrigará o tribunal a ter que recomeçar os trabalhos...


Uma trapalhada, é o que eu digo... Mais vale mandar toda a gente para casa, e poupar algum dinheiro aos contribuintes. Chega de hipocrisias...


Mas isto não fica por aqui. O tal juiz que pretende dar umas aulitas na UC, e é o mesmo que em Outubro de 2003 presidia ao colectivo  para julgar o Bibi que não chegou a ser julgado devido a um erro processual, vem agora com novas teorias sobre a motivação de alguns políticos relativamente a alguns dos arguidos, relegando assim para o esquecimento algumas das afirmações mais graves tornadas públicas, quer através de k7s piratas quer através dos meios audiovisuais, como a famosa tirada de Ferro Rodrigues e a festa carnavalesca na Assembleia da República...


Nada como ir dar umas aulitas, hem?...


Esta porcaria de post já vai longo, mas não me fico por aqui. Viro a página e, surpresa das surpresas, uma fotografia do poço de virtudes que se dá pelo nome de Fátima Felgueiras, a tal do "Saco Azul" que se dizia extremamente feliz com os resultados da investigação e que se propunha regressar a Portugal o mais rápido possível para ajudar nas conclusões dessa mesma investigação. A tal que ninguém ainda investigou do como, onde e do que vive esta Senhora no Brasil... talvez de pareceres e aconselhamento político, de acordo com a sua experiência...


Mas não nos desviemos do assunto: a Justiça.


Este é mais um daqueles processos que se arriscam a arrastar-se indefinidamente pelos corredores obscuros da Lei. Senão vejam: é com o maior dos desplante que o jornalista afirma que o magistrado titular do inquérito não reparou que havia um assistente ao qual tinha a obrigatoriedade de lhe dar conhecimento da acusação, descobrindo o ocaso depois da notificação dos arguidos e que levou ao reinício do processo... caramba... Por outro lado, os inúmeros recursos que este processo tem gerado, cujos desfechos são desconhecidos e que se sabem moverem-se a passo de caracol, parafraseando o jornalista...


Também aqui a Justiça se atropela e dá um excelente exemplo de como a lei deve ser aplicada neste paíseco, cada vez mais inconsequente... Eu sei que há procedimentos a cumprir, burocracias a elaborar, todo um conjunto de factores que atrasam o que deveria ser o normal decorrer de um processo. Mas isto já não tem a ver com esse factores, mas sim outros, aos quais se misturam doses de relaxismo, má gestão, interferências permitidas, práticas de opiniões divergentes de acordo com interpretações da lei de acordo com interesses obscuros, e também incompetência... muita incompetência, no meu entender.


Mas há mais casos em compasso de espera eterno: o caso da contaminação com nitrofuranos nas matérias primas usadas nas rações de animais e do qual ainda ninguém conhece o desfecho das investigações, o da investigação relacionada com os pequeninos depósitos na banca suiça do sobrinho taxista do ex-ministro Isaltino de Morais, entre outros e outros e outros que tais... e este post já vai longo, longo e longo, e é melhor ficar por aqui porque se eu fosse escrever o que me vai na alma, seria concerteza detido e mandado para o fundo do calabouço e esquecido...


Certamente, com Justiça, diriam muitos...


 

publicado por siX às 23:37
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De berlim a 22 de Setembro de 2004 às 02:06
Pareces o Calimero, mas deixa lá que eu sou outro que tal - sem justiça não há democracia, assim dizia Fócrates (mas que soda!).


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds