Quarta-feira, 8 de Setembro de 2004

Haverá País que resista a tanto?

 


Respondendo à pergunta final do excelente artigo de opinião de Miguel Sousa Tavares, publicado no jornal Público da última 6ª feira e recorrendo à memória do que tem acontecido nos últimos anos só podemos chegar a uma conclusão: esse País é Portugal!


Mas, recuando um pouco mais no tempo, afinal quem são os Portugueses e porque é que este País resiste a tudo e mais alguma coisa sem grandes convulsões e aparecendo sempre a levitar sobre as grandes crises mundiais?


 - Em primeiro lugar somos os descendentes dos Lusitanos que foram dos povos que mais trabalho deram aos Romanos no apogeu do seu império, graças a Viriato e, também, a (Quinto) Sertório, que por sinal era um general romano renegado;


 - Com os espanhóis foi o que se sabe, desde D. Afonso Henriques até à Restauração, passando por Aljubarrota e pelos Descobrimentos, nunca lhes demos hipóteses (atenção que eles agora mudaram de táctica!);


- Resistimos à I República, na qual os (des) Governos se sucediam à velocidade da luz, num regabofe ainda mais divertido do que o actual (só faltava o João Jardim!) e que durou até chegar a ditadura (que é o que nos espera se, entretanto, não ganharmos juízo!);


- Fomos ainda dos poucos povos da Europa que conseguiu escapar às garras de Hitler, seja por termos um correligionário a chefiar o Governo de Portugal ou, talvez, porque os nazis sabiam que isto dava mais chatices do que lucros e não valia a pena o esforço de nos invadirem;


- Passamos por décadas de ditadura e obscurantismo e ainda estávamos, até há pouco tempo, a dar luta à Grécia pelo último lugar da economia Europa dos Quinze e pelo primeiro lugar na Europa do Futebol.


Por isto tudo eu acho que Portugal é indestrutível e, mesmo que, nesta RPB (República Portuguesa das Bananas) a que orgulhosamente pertencemos, a ignorância, a corrupção, o compadrio, o mau gosto, a injustiça e a falta de competência e de profissionalismo rebentem todas as escalas mundiais e universais, nós iremos sempre encontrar uma solução para os problemas mais aflitivos, somente pelo facto de sermos Portugueses e os Portugueses nunca se rendem: DESENRASCAM-SE, nem que para isso tenham que vender o País (indígenas incluídos) pela melhor oferta, seja ela dos espanhóis, dos americanos, dos árabes ou dos marcianos.


PIC63486a.JPG


 

publicado por siX às 01:52
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De MT a 9 de Setembro de 2004 às 14:19
Óptimo post. Parabéns.


De Finurias a 8 de Setembro de 2004 às 15:37
Excelente post , com boas verdades !

Passo, não compro :)


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds