Sexta-feira, 24 de Setembro de 2004

Ar

 


image812.gif


 Bom, eu ainda esperei que os meus colegas da blogosfera vileira se dedicassem um pouco a dissecar o artigo publicado no Primeiro de Janeiro, onde Mário Almeida refuta as medições efectuadas ao ar que respirámos, apresentando algumas conclusões, no meu ponto de vista, assombrosas... Como ultimamente tenho postado por demais sobre o assunto, que a meu ver é de suma importância, esperava que outros também o fizessem, visto uma outra opinião que não a minha, daria  força ao assunto, criando polémica, alimentando discussão...


Não é assim. O Vilacondense deu uma de Zandinga, e ficou-se por aí. O Lápis de Cor não tem sequer opinião. Talvez porque o ar que respira em Boston é também uma merda. E merda por merda... O Ouriço Cacheiro limitou-se a fazer uma quasi transcrição do site da Quercus, e não emitiu qualquer opinião pessoal sobre o assunto. Pudera, também para quem não vê o que se passa na sua própia terra, não me admira. o Blogouve-se acha que está acima do atmosfera que respira, e este planeta não lhe pertence. Portanto, nem uma linha sobre o assunto.


Os Blogs podem ser um entretenimento, mas podem ser também uma oportunidade de se discutir entre uns e outros assuntos que se considerem pertinentes. E eu chego à triste conclusão de que está tudo calado... ou cheio de medo, ou então, nada é importante a não ser... o quê?


Mas voltemos à vaca fria... Mário Almeida contesta as medições efectuadas, apontando o facto de o Instituto do Ambiente ter apontado como local de medição a cidade de Vila do Conde em vez do acesso à cidade, em frente às bombas de gasolina de Azurara, que distam uns cem metros da ponte. Sendo assim, fiquei a saber que existem vilacondenses de primeira e vilacondenses de segunda, ou seja, o facto de supostamente serem os Azurarenses a respirar o ar fétido que o diabo vomitou não é minimamente importante, desde que não seja cá pela aldeia... Afinal, Azurara não é Vila do Conde, e ponto final.


Estranho é também Mário Almeida destacar o pára e arranca dos automóveis naquela zona, salientando o facto de ali existir uma churrasqueira pindérica a destilar gordura por todos os lados, que teria influenciado os valores apresentados pelo Instituto.


Caro Sr. Presidente, deixe-me dizer-lhe uma coisinha de nada. Em direcção ao norte na saída de Povoa de Varzim, onde se localiza a não menos famosa "Casa dos Frangos", existem pelo menos 2 dúzias de churrasqueiras, a maior parte delas também pindéricas. Também aí, o pára e arranca é uma realidade idêntica à nossa, motivada pelos semáforos que ali se encontram. Não me consta, apesar do cheiro intenso a churrasco, que o ar aí seja de qualidade inferior ao apurado cá na terra. Na sua linha de pensamento, teríamos que considerar essa uma zona morta, não acha?


Eu acho muito bem que o Senhor peça a revisão das análises...  Rezo até para que estejam erradas. Quero que tenha razão neste ponto.


 

publicado por siX às 00:08
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2004

à margem...

 


jesuswoman.jpg


 



Pela noite dentro


Um dueto de guitarras


Envolto em fumo denso,


De grandes cigarradas


 


Tocam notas soltas


Cheias de sentimento


De palavras poucas


Ocasionais de momento


 


Como nada é isento


Na vida de um instrumento,


Houve notas amargas


Entre as duas guitarras


 


De palavras poucas


Ocasionais de momento


Soltaram notas loucas


À margem do pensamento


          Para Luis Dio, amigo, músico


 

publicado por siX às 11:18
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

ideia peregrina

 


ebrazext.jpg


Concordo com a maioria dos colegas que acham que o Dia Europeu sem Carros não passa de hipocrisia pura, quando o automóvel, como objecto, está cada vez mais na ordem do dia. Basta atentar à publicidade crescente dentro deste sector, às facilidades de pagamento para o adquirir, e até a sua evolução no mercado de vendas é utilizado como índice comparativo ao caos económico que se faz sentir, coisas do género "o sector automóvel está em baixa devido à crise que se faz sentir", ou "sente-se uma melhoria no mercado automóvel, sinal de estamos a recuperar da crise económica", como ouvi alguém na rádio dizer.


Portanto, a economia gira sobre quatro rodas, o que não deixa de ser giro. E isto porquê?


Tendo em conta de linha as últimas notícias sobre a qualidade do ar que respiramos, que tem directamente a ver com a combustão dos combustíveis fósseis utilizados pelos automóveis, no caso particular de Vila do Conde, eu gostaria de lançar uma ideia que não me parece de todo idiota. Concerteza, muitos vão pensar o contrário, que não passa de mais uma parvoíce de um ecologista extremista bombista cabeludo, o que de facto, não sou.


Eu aplaudo a iniciativa criada na cidade de Londres ao limitar o número de carros no seu interior, obrigando a pagar aqueles que o pretendem fazer. Ainda hoje ouvi na rádio que circulam cada vez menos carros no interior da cidade, prova do sucesso de uma iniciativa inicialmente olhada com desconfiança.


Acredito que uma iniciativa idêntica faria da nossa aldeia um lugar melhor para se viver, onde o significado de qualidade de vida estaria, pela primeira vez, associado a um ideal com que muitos sonham, sem nunca o ter.


Vila do Conde é uma cidade pequena, plana, ideal para utilização pedonal e da bicicleta, com vias que já há muito deveriam estar fechadas ao trânsito. Estas vias pedonais ( por exemplo, a rua do Lidador ), seriam um incentivo à criação de cafés, bares e lojas, tal seria o movimento. Tal como em Londres, quem quisesse entrar em Vila do Conde de automóvel teria que pagar, com excepção dos moradores, estes devidamente identificados e definidas as fronteiras. Quem não quisesse estar sujeito ao pagamento, teria que aderir aos transportes públicos: camionetas, metro, táxi, bicicletinha ou mesmo a pé... e até acredito que muitos adeririam, só pela diferença, por ser divertido, por ser diferente.


Seria uma iniciativa peregrina, como diria o meu amigo Mestre. E seria bom para os cofres da Câmara, tão necessitada de dinheirinho fresquinho...


Acredito que, em termos estratégicos, o Turismo e o Comércio teriam muito a ganhar, a Câmara também, e o people de cá da terra seria muito mais elegante e saudável.


 


 

publicado por siX às 00:34
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2004

Question:

 


interrogacao5.jpeg


 


Quem é Arnaldo Sanfins?


 

publicado por siX às 11:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 21 de Setembro de 2004

Vila do Conde - Memórias

 


VC77.jpg


Corridas de Vila do Conde - 1977


( topem os mecânicos... )


 

publicado por siX às 23:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

+2

 


Duas novas entradas de blogs que, ao contrário de outros, primam pela simpatia e originalidade, cujos links, espero, sejam utilizados por aqueles que me visitam:


o Tupperware Onanista do Onanistélico, um quasi vizinho cuja originalidade e doçura dos seus posts me deixa por vezes atordoado.


o Sal e Pimenta, da amiga Maria Papoila, já aqui representada por um outro blog, o Panquecas.


 

publicado por siX às 16:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ironias da estória...

 


Concerteza, muitos já viram esta fotografia:


eddieadams.jpg


Tirada em 1968 numa rua da antiga Saigão, hoje Ho Chi Minh, ela mostra o momento da execução de um prisioneiro comunista vietcong pelo General Nguyen Ngoc Loan. Este momento foi captado pela câmara de Eddie Adams, falecido no passado domingo devido a doença prolongada, que na altura não percebera que fizera uma das maiores fotografias do Século XX e seria ganhadora do Prémio Pulitzer.


Mais importante ainda, esta fotografia rodou e chocou o mundo, influenciando o fim da guerra no Vietnam.


A notícia da morte de Eddie Adams, um dos maiores fotógrafos da guerra, seria motivo para um pequeno post neste ou outro qualquer blog. No entanto, o eco encontrado numa outra fotografia de Tyler Hicks publicada recentemente no New York Times...


tylerhicks.jpg


mostrando a execução de um prisioneiro Talibã por soldados da Aliança do Norte, uma tropa de assassinos e saqueadores belicistas aliada dos americanos, induz-nos a pensar que a História se repete.


Ainda hoje ninguém sabe se a república americana não cometeu um erro ao aliar-se a esta tropa, do mesmo modo que aconteceu com o Vietnam, ao aliarem-se a um governo corrupto e assassino. O que eu sei é que a culpa do que de muito grave se passa neste mundo, se deve à estratégia do discurso evangelista de George Bush, cuja retórica é confundida com patriotismo.


Ao inicialmente aliarem-se por conveniência aos fundamentalistas de Bin Laden para expulsarem os soviéticos do Afeganistão, os americanos permitiram e ajudaram ao recrutamento de extremistas por todo o mundo árabe. Colocam-se agora do lado oposto, na mesma terra, após o acontecido em 11 de Setembro...


Se isto não é ironia trágica, então...


 

publicado por siX às 13:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2004

calvário...

 


calvario_vila_do_conde.jpeg


Calvário de Vila do Conde


 


Durante algum tempo, ostentamos orgulhosamente o galardão da «Cidade mais limpa do país». Hoje, a realidade é completamente diferente. Temos:


Praias sem bandeiras azuis.


A segunda região do país que apresenta maior concentração de poluentes no ar.


Um dos rios mais poluídos da Europa.


A Reserva Ornitológica de Mindelo votada ao quasi abandono e pinheirais transformados em lixeiras públicas.


Tendo em conta as Autárquicas que se avizinham, seria interessante que os políticos da nossa praça, que nada mais fazem senão em descascar no actual Presidente, tivessem a iniciativa de olharem para o seu própio umbigo e apresentassem projectos, ideias, no sentido de salvaguardar uma qualidade de vida que é rara em qualquer ponto do planeta e que se encontra em vias de desaparecer, caso nada seja feito nesse sentido...


 


 

publicado por siX às 13:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

message in a bottle...

 


Florestas.jpg


... nunca é demais lembrar...


 

publicado por siX às 10:30
link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Setembro de 2004

só quem não quer é que não vê...

 


areia.jpg


Quando o tempo está bom, adoro passear pelo lugar da Areia... tem uma das mais belas praias de Vila do Conde: plana, com areal extenso, dunas sem fim, um ar fresco e puro com sabor a pinheiral e maresia...


No entanto, ao deslocar-me ao pinheiral, deparei-me com isto:


 lixo.jpg


Lixo e mais lixo e mais lixo a conspurcar um dos mais belos patrimónios da cidade... sim, porque património não são só recuperações de casas velhas e ruas quasi medievais e monumentos degradados e construções pré eleitoralistas.


A preservação do pinheiral deve ser prioritária e não dar a sensação de abandono, ou qualquer dia não passará de uma lixeira a céu aberto...


 

publicado por siX às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds