Quarta-feira, 4 de Agosto de 2004

tradições e velharias...

 


 Azurara_View.jpeg


Igreja Matriz de Azurara


 


No próximo Domingo festeja-se em Azurara a Nossa Senhora das Neves, a mais antiga festa que se celebra na freguesia como se pode ver nos Estatutos da Confraria, elaborados em 1706 e aprovados pelo Bispo do Porto. A Capela situa-se no Lugar da Granja, e é lindíssima, com altar, sacristia, púlpito, alpendre com bancadas de pedra e sineira.


Antigamente, vinham aqui procissões de Clamores ( súplicas em voz alta ) de diversas freguesias, nas suas aflições e necessidades, e recebendo benefícios da Senhora não só os habitantes da terra, mas também os mareantes, como se vê dos milagres pendentes na capela... tão a ver, o pessoal aos berros, né?... Tudo muito gótico, ya...


A acompanhar a procissão estavam os frades dos conventos de Azurara e Vila do Conde, e que são hoje uma mera recordação...


Esta festa era também conhecida como Romaria dos Anéis, visto virem ourives de diversos locais vender anéis e outros objectos, que os rapazes compravam para oferecer às raparigas, e o prato tradicional, na festa de Nª Senhora das Neves, é o arroz doce ou aletria.


É também tradição o tambor que, durante 9 dias, percorre as ruas a anunciar, 3 vezes por dia, as novenas e a festa da Senhora das Neves...


Como curiosidade, consta também nos estatutos da Confraria a seguinte missiva, relativa à acção de um tesoureiro que, não achando piada à antiga imagem, resolveu trocá-la por outra, mais de acordo com os seus gostos pessoais:


... E como hu clerigo foy eleito para thesoureiro, haverá dous para trez annos da dita confraria; E sem licença algua levou a dita Imagem a hu Imaginário para a pôr à sua moda. E não podendo pôr como queria, lhe mandou fazer outra Imagem à custa da Confraria, muito diversa da antiga vestida à estrangeira. E a poz no altar, com sentimento do devoto povo. E reparo dos povos que à Snr.ª Recorriam; perdendo-se a devoção que tinham À milagrosa imagem antigua; quer o sobredito thesour.º áctual, por sua devoção e dos demais officiais da dita Confraria, compor a milagrosa Imagem antigua e colocála Em o altar para consolação dos povos; P. a Vm.ce seja servido mandar informar do sobredito E achando-se verdade dar licença para o que se pede, E mandar com pênna de escomunhão mayor Ipso facto, daqui em diente ninguém torne a mudar a milagrosa Imagem, pondo outra no seu lugar, e esta petição e dispacho se lavre no livro da dita Confraria, para todo o tempo constar e se continuar por diente  o culto e veneração à Senhora...


O tal tesoureiro deve-se ter borrado todo de medo, pois estes tipos de outrora não faziam as coisas por menos: excomunhão, e mais nada!...


No entanto, a Imagem de Nª Senhora das Neves que se passeia pelas ruas de Azurara em procissão, foi oferecida por Francisco Mandilo, em 1859, sendo que a antiga, feita de roca, se venera na sacristia da capela.


 

publicado por siX às 15:45
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De siX a 5 de Agosto de 2004 às 01:21
Olá myryan... e para quando uma visita, à terra dos teus antepassados?... uma das tuas costelas é vilacondense :)


De myryan a 5 de Agosto de 2004 às 00:00
vila doconde é a terra da minha avó materna. Há tantos anos que não vou lá... desde que morreu a minha visavó que tinha quase 100anos e ainda fazia crochê e dizia alhos e bugalhos a torto e a direito


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds