Sábado, 15 de Maio de 2004

De ressaca...

 


anarch.jpg


Estou mesmo de ressaca... Ontem apanhei uma injecção daquelas pós 25 de Abril. O tema do debate era «Os Anarquistas, os anos 70 e hoje»...Quando cheguei ao café, o principal orador já falava... ao fim de hora e meia ainda continuava a debitar palavrões, acompanhados de convictos murros na mesa em oratória de tom crescente... Caramba...


- Desculpem, - dizia ele - mas fico empolgado... E estava mesmo. E quem era o Douto orador? Nada mais nada menos que o Professor Catedrático José Maria Carvalho Ferreira, Presidente da Direcção do FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia, cuja área ciêntífica principal passa pela Sociologia, Antropologia, Demografia e Geografia... e Anarquia...


Ou seja, um cérebro com pernas para andar, mas que resolveu ficar por terras lusitanas...


O Professor abordou o Anarquismo dos anos 70, sempre procurando o paralelismo com a realidade actual, sendo que a sua base passava essencialmente pelas técnicas de informação ao nosso dispor, ou seja a tecnologia como garante da sociologia necessária para com seres sociais... E isto para dizer o quê?... Que quem não acompanhar esta realidade não é NADA!


 Ya, fixe, tou nessa...


Adiante... O Professor abordou também o fenómeno sociológico do comunismo, do fascismo, o socialismo e o capitalismo, como forças de poder que, afinal de contas, não resolveram o problema da humanidade. Segundo ele, são os factores essenciais à felicidade, tais como a fraternidade, o amor, a responsabilidade, a liberdade e a criatividade que são importantes como garantia do verdadeiro veículo para os alcançar: o Anarquismo. A base social baseada na pirâmide de distribuição de poderes não é necessária, pelo que a sua ideologia passa pela distribuição horizontal... a minha posição favorita, ya...


Caiu o carmo e a trindade quando teve início o verdadeiro debate, com um estudante de Psicologia a ser infeliz ao dizer ao Professor que tinha misturado alhos com bugalhos de forma leviana... Bom, as mulheres lá presentes saltaram das cadeiras, e a verdadeira acepção do Anarquismo, que é: tu falas e eu ouço e viceversa, caiu por terra e teve contornos muito próximos da peixeirada... Por fim, o Professor lá conseguiu ter mão nas mulheres e o aspirante a psicólogo muito dificilmente conseguiu dizer que o Professor só falava no passado, mas que soluções para os males do mundo, nickles...


Ouve várias intervenções, sendo que a mais lúcida passou por um verdadeiro anarquista, quer no pensamento, quer na maneira de vestir: negro como a noite... O seu conhecimento histórico e o seu pensamento actual, deixou toda a gente sem palavras...


Quando o psicólogo aborrecia toda a gente com as virtudes da globalização, resolvi vir embora pois já passavam das duas da manhã e hoje era dia de pica boi.


Passei um bom bocado e foi óptimo ver gente conhecida que já não via à mais de vinte anos... puxa, como tempo passa... 


 

publicado por siX às 00:16
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De siX a 15 de Maio de 2004 às 12:56
Se era, então já não é... ;)


De Eduardo A. Silva a 15 de Maio de 2004 às 05:53
Sim, siX, eu tambem ficava de ressaca pelo o que ouvi da tua descricao.
Mais vale ver mais uma serie de dois episodios dos The Sopranos, por casa...
No entanto tinha a ideia de que o Presidente da FCT era o Ramoa Ribeiro...


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds