Quinta-feira, 7 de Outubro de 2004

hoje comi feijões...

 


feijoes.jpeg


Passado um ano de blogue dedicado à minha aldeia e alguns milhões de palavras, penso ter chegado o momento de tecer algumas considerações sobre a minha postura neste mundo quasi virtual. Sendo que inicialmente seguia a tendência gereralista de exprimir opiniões sobre as opiniões daqueles que opinavam sobre a opinião de outro que contradizia a opinião deste e bla bla, aos poucos fui seduzido pelo que me rodeia, sobre o que de mau e de bom por aqui se passa, apontar o errado sem no entanto deixar de enaltecer o correcto. Mas cedo cedo me apercebi, em conversas de café, que o blogue era procurado com outros fins que não aqueles a que eu me propunha.


A minha postura não é, nunca foi, a maledicência pura. Eu nada tenho contra determinado número de pessoas, por vezes aqui referidas, que mantêm este ou aquele lugar na cadeia do poder autárquico. Pessoalmente conheço alguns e são gente afável e simpática... Se se encontram no poder autárquico à três dezenas de anos, é porque a oposição foi incapaz de contrariar um percurso que, em termos de estratégia política, tem sido brilhante e isso ninguém o pode negar. Uma oposição que muito pouco evoluiu ao longo do tempo, e em alguns casos quase desapareceu. Ora atente-se:


- O PSD, sob a batuta de Miguel Paiva, tem vindo aos poucos a afirmar-se como uma força a ter em consideração nas próximas autárquicas, e ainda bem tendo em conta o que acabei de afirmar no último parágrafo. Miguel Paiva tem aliado a excelência da sua pessoa a um percurso excepcional na vida política vilacondense, mas a equipa que ele lidera é, a meu ver, o seu calcanhar de Aquiles.


- O PCP, que durante anos foi a força política mais empenhada em contrariar os actuais desígnios, é um partido apático e sem iniciativa que se veja. A exemplo do que acabo de afirmar é o facto de a Sede se encontrar quase sempre fechada, quando em tempos passados se encontrava permanentemente aberta, transmitindo a ideia de uma azáfama no seu interior, considerada temível.


- O CDS/PP vive da inteligência de Alexandre Raposo que, por si só, é incapaz de travar seja quem for. O partido necessita de militância, de uma equipa funcional e sagaz. Sózinho, a única coisa que o Alexandre faz é promover a sua imagem através de artigos publicados aqui e ali, quem sabe à espera de um convite que não aparece...


- Quanto ao BE, a Sede deve ser no café do Patheo e as suas actividades passam por beber umas cervejas, pelo que as ideias são de acordo com a quantidade de álcool no bucho, ou seja, um grande zero à esquerda, o que é pena... À uns anitos atrás, a extrema esquerda portuguesa chamava a si temas que os partidos majoritários procuravam oportunamente colocar na prateleira do esquecimento, pelo incómodo e embaraço que causavam. Hoje, infelizmente, já não é assim e, então, em Vila do Conde, nem se fala. Não recordo sequer um comunicado relativamente à má qualidade do ar, ao entulho a céu aberto, lixeiras de resíduos perigosos, atentados à saúde pública...


Em resumo, os Partidos apenas se podem queixar da sua própia ineficácia, da sua apatia e, muito sinceramente, não estou a ver nada nem ninguém a mudar o panorama futuro de Vila do Conde. Porquê? Porque, no fundo ninguém pretende alterar nada. A realidade política em Vila do Conde é só uma e, para o constatar, basta analisar este ou outros blogues vilacondenses, e seus comentários.


No caso particular do meu, é peremptória a incapacidade de articulação da parte de alguns que me visitam, ao ponto de eu questionar a razão porque o fazem. Por muito que eu tente provocar a controvérsia, apresentando factos, críticas adjacentes, hipotéticas soluções, mostrando o que há de mau, mas também de bom, os que utilizam técnicas para aqui chegar procurando o anonimato via Google, são incapazes de dizerem seja o que for. Mesmo os que assumem a sua identidade, a maior parte das vezes pautam-se por uma indiferença ensurdecedora...


Ou são vitoriosos ou derrotados à partida, é a conclusão que chego. Se cá vêm à procura de tiradas escabrosas, maledicentes, então saem desiludidos, porque essa não é a minha forma de estar nem de sentir.


No caso dos outros blogues vileiros, não é difícil constatar que, quem comenta, nada de bom tem para dizer. É que para dizer mal, não falta quem o faça. Agora, apresentar soluções para o que está mal, essa já é outra questão.


Mas de uma coisa tenho a certeza. Se colocasse uma posta com o seguinte teor «Hoje comi feijões e peidei-me 30 vezes», o número de comentários seria na ordem das dezenas, como aliás tenho o desprazer de apreciar em blogs do género.


Vila do Conde está indiferente, egocêntrica... um «case study» para um qualquer analista...


Interrogo-me, não será preferível comer feijões?...


 

publicado por siX às 13:32
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De siX a 9 de Outubro de 2004 às 12:22
um siX egocêntrico?... nunca tinha pensado nisso... talvez tenha razão, pio...


De Pio XXI a 9 de Outubro de 2004 às 01:44

Não estou de acordo, com apatia e indiferença, de que fala. Algum egocentrismo? sim, e qual o problema? E será, que não temos, também, um siX, egocentrico?
...feijões com blogtas!


De berlim a 9 de Outubro de 2004 às 01:14
Comer feijões ? ou não?
Eis a questão.


De OLima a 8 de Outubro de 2004 às 10:42
Gostei da lúcida profundidade com que equacionaste as atitudes dos blogueiros que te visitam.


De siX a 7 de Outubro de 2004 às 17:23
lol :-)


De Dupont a 7 de Outubro de 2004 às 17:16
Quando estás com os "blues"... :-)


Comentar post

    O meu ip
    Web Hosting Directory by Blog Flux
    BloGalaxia
       

.

.os latagões

  • s¿X
  • berlim
  • reporter xis
  • .passado

    .adjectivos

    .mixórdias

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    .lataria e afins

    . mudanças são sempre aborr...

    . la lute...

    . cais

    . x-libris vileiro - Socorr...

    . polis VC-QD

    . x-libris vileiro - Grande...

    . luto...

    . x-libris vileiro - Cine N...

    . vira livre

    . nós de metro... e o Porto...

    .subscrever feeds